Leopardos, chacais e ovelhas

A Xis do Público de ontem regista que faz hoje 53 anos que, em Roma, morreu o Príncipe di Lampedusa, autor do livro "O Leopardo", que Visconti adaptou para o cinema.

Aí reencontrei o excerto que transcrevo: "nós eramos os leopardos, os leões; aqueles que nos vêm tomar o lugar são chacais [...] e todos nós, leopardos, chacais e ovelhas, continuaremos a pensar que cada um de nós é o sal da terra."

Podem ter passado mais de cinquenta anos sobre a data em que foi escrita, mas a afirmação continua a ser actual. Na passada sexta-feira, dia 21, senti-o bem.

2 comentários:

Daniel Afonso disse...

Não posso estar mais de acordo. Aliás porque nas alegações o Exmo Colega também se referia a manada. A vergonha que sinto perante o que se passou não pode deixar nenhum Colega indiferente.Ou então sou eu que ando cá a mais.O direito de defesa tem os limites impostos pelo mínimo ético de quem se defende.Não há mais nenhum processo disciplinar?

Anónimo disse...

Pois.....Tomásio di Lampedusa é sempre actual. Mas há um ditado mais velhinho ainda que diz: "quando os que mandam perdem a autoridade os que obedecem perdem o respeito"....